>>>Lugares para regressar ao passado
Foto: Carlos Luján

Lugares para regressar ao passado

Mercados, hotéis, lojas e restaurantes vintage onde os órfãos da máquina do tempo encontram o ambiente de épocas passadas e sentem-se em casa.
O
s jovens ingleses lançam-se sobre a Portobello Road para comprar casacos militares e delicados vestidos eduardianos feitos à mão e para vesti-los em público”, dizia um editorial do The New York Times em 1967. Para a sociedade consumista do pós-guerra, o usado era sinônimo de pobreza. Contudo, os jovens mod (do inglês modernist, modernista) londrinos e os hippies de São Francisco encontraram nos objetos de segunda mão uma forma de reforçar sua individualidade. Os novos movimentos musicais e sociais dos anos 60 e 70 transformaram a roupa usada em roupa com estilo.
A decoração de Laura González para a pizzaria Marguerita não é a típica imagem de um restaurante italiano.
Foto: Carlos Luján

Mercadinhos para vintage lovers

A Frock Me! Vintage Fair reúne, há 15 anos, vestidos de estilistas dos anos 20 e 50 no Chelsea Old Town Hall. Os caçadores de objetos vintage de Londres também visitam o Cabbages&Frocks Market, aos sábados, em St. Marylebone Church, e, aos domingos, em Brick Lane.

Desde então, jovens e não tão jovens assim percorrem os mercadinhos londrinos de Portobello, Spitalfields ou Camden em busca de roupas usadas e objetos de outras décadas. Atores e cantores frequentam as lojas New York Vintage, Le Gioie di Bortolo, em Veneza, especializada em joias italianas, e Absolute Vintage e Retromania em Londres. A popularização e o prestígio que atualmente têm não só a roupa e os acessórios, como também a decoração, dificultam e encarecem o acesso a estes objetos. Porque o estilo vintage transformou-se em retro ou repro, ou seja, objetos novos que imitam estilos de outras épocas.
Os invejosos das despreocupadas férias dos Rockefeller e Vanderbilt podem alojar-se em The Breakers Palm Springs. Construído em 1896, nos anos 30, foi reconstruído com o Palazzo Medici de Florença como modelo. Conserva os tetos pintados por artistas italianos, seus jardins e suas fontes, e foram adicionadas piscinas com vista para o oceano e um bar de estilo St. Tropez. Vintage sobre vintage.
Mercadinhos de objetos de segunda mão são uma das ofertas de lazer mais concorridas de Londres, Roma, Paris ou Madri.
Foto: Carlos Luján
Mas se um hotel histórico perfeitamente conservado não estiver disponível, é inventado. Completamente novos, estabelecimentos como o Hotel Paradis, em Paris, ou o The Siam Hotel, em Bangkok, recriam o ambiente de outras épocas para fazer com que seus hóspedes sintam-se especiais em relação ao tratamento uniforme recebido por outros hotéis. Os nostálgicos dos videogames também dispõem de um hotel especialmente concebido para eles em Amsterdã. O Arcade Hotel oferece aos seus clientes jogos das três décadas passadas, do Atari ao Game Boy. Na entrada, há simuladores de corridas de carros e máquinas de Donkey Kong e Pac-Man.
O hotel The Raleigh de Miami conserva o glamour dos anos 50.
A estética vintage chique tomou conta sobretudo de restaurantes e cafeterias. A mistura de paredes esburacadas, sofás Chesterfield de couro, mesas de madeira rústica e lâmpadas industriais pode ser encontrada de Copenhague a Buenos Aires. Este estilo combina muito bem com as tendências gastronômicas da comida orgânica e de mercado. Il Tavolo Verde, em Madri, vende tanto café orgânico como móveis.
O Marguerita St. Germain não é o típico restaurante italiano, mas uma mistura de pub e loja de embutidos e defumados para amantes da pizza em Paris. O restaurante Fahrenheit, de Moscou, é um dos preferidos dos famosos locais. Triunfa a nostalgia de tempos mais lentos, quando os objetos eram cuidados e herdados, em vez da cada vez mais rápida obsolescência tecnológica.

Artigos relacionados

De Istambul com amor

É a única cidade do mundo com um pé na Ásia e outro na Europa. Quando se está em meio...

Sua personalidade… seu quarto!

Chega, numa cidade, ao seu quarto de hotel, mas o agrada relaxar na natureza. Graças à tecnologia Broomx, com o...

Viva como um rei no Rajastão

Salões atapetados, troféus de caça e camas com dossel. Marajás transformam seus palácios em hotéis de luxo que recriam o...

Os planos mais assustadores de Halloween

Colocar-se na pele de um detento, caminhar por uma viela mal-assombrada ou “dormir” em um hotel cercado por fenômenos estranhos....