>>>Trilha mais longa do mundo
O percurso liga os três oceanos que banham o país: Atlântico, Pacífico e Ártico.

Trilha mais longa do mundo

Os 24.000 quilômetros da trilha The Great Trail atravessam o Canadá de ponta a ponta e transformam o país em um parque de aventuras.
P

aisagens urbanas, montanhosas, marítimas ou desérticas; rotas de bicicleta, a pé, de esqui, de barco a remo ou de snowmobile (tipo de moto para a neve). Na The Great Trail, variedade é o que não falta. Esta trilha recreativa é a mais longa do mundo e será inaugurada este ano para comemorar o aniversário de 150 anos da fundação da Confederação do Canadá.

Para usufruir da maior trilha do planeta, governo, administrações locais e cidadãos canadenses vêm colocando mãos na massa há 25 anos. O projeto será inaugurado como um “presente dos canadenses para os canadenses”, como diz o site oficial. Isso significa que 80% dos habitantes do país vivem a menos de 30 minutos de algum ponto do trajeto. “Trata-se de criar um legado duradouro para o Canadá”, afirma Leslie Gaudette, que contribui com donativos para a obra há mais de uma década.

Doações de cidadãos canadenses foram fundamentais para inaugurar a trilha no ano do 150º aniversário do país.

Aplicativo para dominar o caminho

The Great Trail tem um aplicativo realmente útil para quem deseja percorrê-la. Permite ver mapas e pontos de acesso às rotas, medir relevos e distâncias, ver informações em tempo real sobre o estado das pistas, etc. Outra possibilidade é compartilhar fotografias da viagem.

Em 2015, a cineasta Dianne Whelan embarcou em uma aventura pessoal e profissional. Com a ideia de fazer um documentário e um livro sobre sua experiência, começou a percorrer a The Great Trail com etapas e horários definidos. No entanto, mudou de ideia logo depois, deixando de lado “essa carga” e centrando-se “no momento”. Um ano mais tarde, ainda não completou seu objetivo inicial e continua caminhando, pois aprendeu que “a The Great Trail não é para conquistar, mas sim para explorar”.

A trilha surgiu com a ligação de quase 500 percursos pré-existentes e a realização de obras complementares. Estradas secundárias e velhas ferrovias também foram recuperadas. Quando o caminho estiver terminado, o trecho mais longo da The Great Trail estará na província de Ontário.

Itinerário foodie

Ao norte de Victoria, a região de Cowichan Valley oferece uma rota cheia de prazeres sensoriais para os amantes da boa gastronomia. O trecho da The Great Trail que passa por ali permite caminhar ou pedalar entre fazendas e vinhedos e fazer paradas estratégicas para participar de degustações de vinhos ou de cursos de produção de queijo.

Se “qualquer paisagem é um estado de espírito”, como dizia o escritor Henri-Frédéric Amiel, The Great Trail reúne todos eles. Conecta 15.000 comunidades, atravessa o país de leste a oeste e adentra a região norte, na zona de Yukon. Passa pelas principais cidades canadenses, como Vancouver, Edmonton, Calgary, Toronto e Ottawa; circunda parques nacionais como Banff e Wood Buffalo; e cruza superfícies aquáticas como o Lago Superior ou o estreito de Geórgia. Na verdade, 26% do caminho é líquido, o que transforma o remo e o jet-ski em duas das seis atividades de destaque do trajeto.

As outras quatro modalidades possíveis para completar a The Great Trail são ciclismo, caminhada, equitação e esqui nórdico. Dada sua extensão, não foi projetada para ser percorrida de uma tacada só, sobretudo com crianças. O ideal é personalizar a rota segundo o tempo disponível e as preferências pessoais.

A trilha começa no museu Railway Coastal de St. John’s, capital da província canadense de Newfoundland and Labrador.

A Rota Verde do Québec é um dos itinerários predefinidos, tão prático e colorido que é ideal para ir de bicicleta com os pequenos. Para famílias andarilhas, a Rota do Legado de Banff é uma trilha simples e com lugares próprios para piqueniques. Se quiser aprender a remar, a Marina Trail, perto de Vancouver, é uma excelente pedida no verão.

The Great Trail também aposta na conservação do ambiente e promove um estilo de vida ativo, apto para qualquer tipo de viajante. “A idade, as crenças ou as paixões não importam porque há um caminho que nos une.”

Artigos relacionados

Ilha do Fogo: do bacalhau à arte

Nos anos 90, a Ilha do Fogo vivia da pesca. Afetada pela crise, esta pequena ilha canadense foi transformada em...

No fio da tormenta

Na margem da Chesterman Beach, em Tofino (Canadá), a ferocidade do oceano Pacífico, durante as tormentas invernais, impressiona. O melhor...

O carnaval do gelo

O carnaval do Quebeque, a maior festa de inverno do mundo, oferece mais de 200 atividades para desafiar as baixas...

É o aniversário do Canadá e você está convidado

Siga a trilha de cadeiras vermelhas – comece pelos parques nacionais – e descubra tudo o que o Canadá tem...