>>>St. Andrews, aberto para jogar
Foto: St Andrews Links Trust

St. Andrews, aberto para jogar

Acontece apenas duas vezes por ano. Não é nenhum fenômeno meteorológico, mas os adeptos do golfe assinalam a vermelho no calendário a St. Andrews Golf Week.
O anúncio desperta tanta expectativa como as mais prestigiadas passarelas do mundo da moda. Apenas durante duas semanas por ano os jogadores amadores de golfe têm acesso ao campo escocês de St. Andrews, um dos mais antigos do mundo. As datas em que abrirá as portas ao público em 2016 são de 10 a 16 de abril e de 16 a 22 de outubro. É a única oportunidade de pisar “o berço do golfe”, para os jogadores, homens, que não alcançam o habitual requisito de possuir um handicap de 24; e para as mulheres um handicap de 36.
O conjunto de campos de St Andrews é conhecido como 'os links de St Andrews'.
Foto: St Andrews Links Trust

Descanso dominical

O Old Course descansa aos domingos. O campo de golfe encerra neste dia da semana para os esportistas e abre as portas aos moradores para que possam passear pelo green. A norma apenas se quebra em acontecimentos importantes, como a final do Opem Britânico.

As reservas para este acontecimento, realizado pela primeira vez em 1974, esgotam-se rapidamente. O número de participantes é limitado: 80 em abril e 40 em outubro. Para aqueles que este ano não tenham conseguido entradas estão já anunciadas as datas para a edição de 2017. A St. Andrews Golf Week inclui a oportunidade de melhorar o nível de jogo, assistindo a aulas de aperfeiçoamento dadas por profissionais do PGA, o circuito norte-americano de golfe. Melhoradas as técnicas é hora de colocá-las em prática nas competições individuais e por equipes que se realizam diariamente.
A entrada permite jogar no percurso mais conhecido, o Old Course. Com mais de seis séculos de história, neste percurso ganharam figuras essenciais deste esporte, como Severiano Ballesteros, Tiger Woods e Jack Nicklaus. Além do famoso Old Course, St Andrews possui outros quatro percursos: The New Course, The Jubilee Course, Kingsbarns Golf Links e The Castle Course. Todos eles fogem aos designs convencionais e aos limites arquitetônicos e de modo casual à natureza.
O Museu Britânico do Golfe está, como não podia deixar de ser, em St Andrews.
Foto: St Andrews Links Trust
A histórica cidade escocesa sofre uma reviravolta completa durante a St. Andrews Golf Week para satisfazer as necessidades de hospedagem, alimentação e entretenimento dos jogadores, que muitas vezes prolongam a estadia para desfrutar dos arredores. A Universidade de St Andrews é a mais antiga da Escócia e foi ali que estudou o príncipe Guilherme da Inglaterra. A catedral da universidade, agora em ruínas, foi o maior templo do Reino Unido.
O campo de golfe de St Andrews recebeu, em 28 ocasiões, o British Open de golfe.
Foto: St Andrews Links Trust
O contraste dos campos verdes do “berço do golfe” com o azul do mar, ao lado do encanto das suas construções antigas, fazem de St Andrews um lugar para desfrutar, quer se goste de golfe ou não.

Artigos relacionados

O estranho caso do gene do viajante

O DNA é o responsável pela cor dos nossos olhos. Mas será que um único gene define o modo como...

O paraíso surrealista de Edward James

Um milionário britânico instalou-se na selva mexicana para construir seu Jardim do Éden particular. Não é uma lenda: as escadas...

Os resorts mais invejados do Algarve

Conheça o sul de Portugal mais exclusivo: vilas com piscina privada, restaurantes com estrela Michelin e terraços com vistas para...

O caminho mais perigoso do mundo

Construído nas rochas do Desfiladeiro dos Gaitanes e, posteriormente, abandonado, o Caminito del Rey acabou tornando-se uma lenda.