>>>Os melhores resorts espirituais
Foto: © 2016 Conrad Hotels & Resorts

Os melhores resorts espirituais

Buda dizia que a paz vem do interior e não é preciso procurá-la no mundo exterior, mas numa infinity pool nas Maldivas é muito mais fácil alcançá-la.
F
echo os olhos, relaxo o corpo, inspiro, expiro. A minha mente é o céu e os meus pensamentos, nuvens que o atravessam. O objetivo é ver toda a cor azul, um céu limpo. Sempre pensei que meditar consistia em deixar a mente em branco, mas aprendi que o Nirvana é azul-turquesa. Abro os olhos e ai está. Para decepção do Mestre Goenka, (penso eu, pois ele é inalterável) não é a minha mente, mas as vistas do hotel Conrad em Rangali Island, Maldivas. Todas as manhãs medito durante uma hora em frente ao Oceano Índico. Não sou a única. Segundo o Global Wellness Institute, o turismo de bem-estar representa 14 % das despesas totais do setor. Em 2017 espera-se que este número aumente para 50%. Por isso, muitos resorts começaram a incluir o ioga, a meditação e os tratamentos de spa na sua lista de serviços. É o momento de mudar a etiqueta do “tudo incluso” e as viagens de ritmo frenético por um lugar isolado e solitário com um bar aberto de cuidados, para o corpo e para a mente.
O “Comprehensive Optimal Fitness” é o último programa do Kamalaya Koh Samui. Inclui meditação, guia nutricional, sessões de infravermelhos, sauna e massagens.

A ilha sagrada

Os céus cinzentos da Escócia dissipam-se em Holy Isle, muito perto da ilha de Arran. Nesta paisagem natural encontra-se o Centre for World Peace and Health, dirigido pelo mestre budista tibetano Lama Yeshe Losal Rinpoche, e que de abril a outubro organiza cursos e retiros espirituais.

A cultura do bem-estar inicia a sua rota na Ásia, berço do budismo, do reiki e do aiurveda. O que em tempos foi um destino famoso e mochileiro tornou-se mainstream graças a Hollywood. Julia Roberts comeu, rezou, amou e lançou a moda de viajar para encontrar a si mesmo. Escolheu a Índia, o país que cresce mais rapidamente em turismo wellness, com uma projeção de crescimento anual de 20 %. O resort Ananda nos Himalayas, está situado a 22 km de Rishikesh, a cidade onde nasceu o ioga. O antigo palácio do Marajá é agora um refúgio para quem procura paz e harmonia, através do ioga e de diferentes técnicas de meditação, além de tratamentos de aromaterapia, reflexologia e limpeza de chacras com cristais dos Himalaias.
A Tailândia compete com a Índia como destino espiritual. Templos como o Wat Mahatat, em Bangkok, oferecem cursos de meditação Vipassana diariamente, mas também existem santuários de bem-estar fora da capital. O resort Kamalaya, em Koh Samui, baseia as suas práticas na filosofia holística. Combina o melhor do Oriente e Ocidente, oferecendo tratamentos anti-stress, de rejuvenescimento e de equilíbrio emocional. Para Richard, do Reino Unido, foram “as melhores duas semanas dos últimos dez anos”.
Para chegar a Conrad Maldives, na Rangali Island, necessita embarcar em um hidroavião no Aeroporto Internacional Male, a cerca de 90 km.
Foto: © 2016 Conrad Hotels & Resorts
Não são necessárias praias paradisíacas nem ambientes exóticos para encontrar retiro espiritual, pois isso também é possível numa vila do século XIII na Toscana rural. É em Pianore, um dos centros onde Rolling Meadows organiza os seus retiros e onde Patricia e Surya compartilham a sua sabedoria com 11 alunos. Em silêncio, porque, como dizia Gandhi, era assim que “a alma encontra o caminho sob uma luz mais clara”
Thich Nhat Hanh, fundador da Plum Village, foi nomeado por Martin Luther King para o Prémio Nobel da Paz.
Foto: © UBC / Plum Village
O silêncio ajuda. Também o som das ondas. Quando acabo de meditar, não tenho a certeza de ter limpado completamente o meu céu, mas estou em paz. Mergulho na infinity pool e olho à minha volta. Se isto não é o nirvana, é muito parecido.

Artigos relacionados

Diga-me quantos anos tem e te direi como viaja

Não se viaja da mesma forma aos 20 ou aos 50. A boa notícia é que à medida que perdemos...

Em busca do templo tranquilo

Em Bangkok, a cidade só descansa no interior dos seus santuários, onde os monges se levantam no meio da noite...

‘Ryokan’, o B&B nipônico

Para viver de acordo com os costumes da cultura japonesa, as casas de hóspedes ryokan possibilitam o alojamento numa casa...

Viva como um rei no Rajastão

Salões atapetados, troféus de caça e camas com dossel. Marajás transformam seus palácios em hotéis de luxo que recriam o...