>>>Menorca e o regresso aos ritmos lentos
Foto: Hotel Torralbenc

Menorca e o regresso aos ritmos lentos

Bem-estar para o corpo e a mente; escapadas detox para se desconectar da rotina e do ruído. A ilha de Menorca aposta na serenidade e faz uma clara defesa da “slow life”.
A

o fazer amor, ao contar histórias aos nossos filhos… Somos atacados pelo vírus da pressa.” É o que diz Carl Honoré no livro “Devagar”. Diante da ansiedade, o autor propõe que se aposte na cultura “slow life” para fazer uma pausa na correria do dia a dia e saborear o instante em lugares oníricos, deixando celulares, e-mails e falsas urgências para trás. Mas esses lugares existem. Em época de temporada baixa, as ilhas Baleares são um oásis de tranquilidade onde uma escapada detox permite desconectar infinitamente mais (e melhor) que passando dez dias de férias em um destino de perfil mais popular.

É o auge da calma. Percorrer os faróis da ilha, mergulhar na lama, passear pela praia e fazer um tour pela Ciutadella. Temos de chegar a Menorca, reserva da Biosfera, para fazer uma pausa. Viver o esporte, respirar, entrar em contato com a natureza, descobrir trilhas rurais… E rejuvenescer.

Chia puddings
Elka Mocker (Lala Kitchen) aposta em uma alimentação antioxidante, com ênfase em vegetais frescos e crus.
Foto: Lala Kitchen

Menorca, destino para observar estrelas

Em 2016, a doutora em astrofísica e presidente da Fundação Starlight, Antonia Varela, apresentou um projeto para transformar Menorca em um destino de observação de estrelas. É uma das propostas relacionadas com a biodiversidade que querem converter Menorca em um recanto para a calma.

As alternativas são muitas. Algumas mais intimistas, como a que propõe Elka Mocker, coach de saúde e estilo de vida licenciada pelo Institute of Integrative Nutrition de Nova York. Ela convida a um fim de semana caseiro, centrado na alimentação como caminho para o bem-estar. “Acompanhar, motivar, inspirar. Mostrar como, por meio da alimentação e de um estilo de vida saudável, podemos recuperar nossa saúde, rejuvenescer e nos sentir mais vitais que nunca”, explica. Em Lala Kitchen, combina os ensinamentos sobre alimentação com exercícios de ioga e excursões de bicicleta.

 

Outras propostas chegam de espaços como Torralbenc, antiga fazenda agrícola do município de Alaior. Localizada sobre uma colina rodeada de vinhedos, acabou sendo transformada em hotel de luxo. A zona de bem-estar, assinada pela empresa Natura Bissé, é um espaço pensado para “recuperar a harmonia entre o corpo e a mente”. Entre seus diferentes tratamentos, estão a “remagnetização com pedras preciosas e pó de diamantes”, que elimina a poluição e equilibra os chacras, e “massagens com pedras quentes”.

Hotel Torralbenc
Além da hospedagem, muitos pacotes oferecem programas de alimentação saudável e atividades relacionadas com o bem-estar.
Foto: Hotel Torralbenc

Detox também em Mallorca

Mallorca também oferece turismo detox. Um exemplo é o hotel cinco estrelas Font Santa. Localizado na zona de Campos, conta com o único spa de águas termais das Baleares. A elevada presença de sais minerais (especialmente cloro e sódio) favorece o organismo.

Às experiências relaxantes, é preciso somar as do estômago. Gorka Txapartegui, assessor gastronômico do restaurante Alameda de Hondarribia, e Luis Loza, chef-executivo do Torralbenc, oferecem uma proposta gastronômica que reivindica “a matéria-prima tratada por uma cozinha com raízes e simultaneamente atual, baseada no uso de produtos de temporada e na mistura de sabores do mar e da terra”.

Os retiros de ioga são também uma excelente oportunidade para aproveitar a ilha. Sansyoga organiza estes encontros em típicas casas de campo menorquinas também em Alaior, em plena natureza e perto de praias virgens. Durante a estadia, além de aulas de ioga e sessões de meditação, também é oferecido um cardápio vegetariano.

Spa Font Santa hotel
O spa termal do Font Santa Hotel (Mallorca) possui as únicas águas termais naturais das Baleares.
Foto: Font Santa Hotel

A estadia na ilha proporciona a oportunidade de, independentemente do alojamento, aproveitar as trilhas menorquinas. A pé, de bicicleta ou a cavalo, são outra forma de conhecer as paisagens de Menorca. Pode-se percorrer o Camí de Cavalls, espetacular caminho com paradas em mirantes e enseadas. Ou curtir a chamada Ilha do Vento por meio da prática de esportes náuticos, golfe ou mergulho. O clima ameno também ajuda.

É como afirma Carl Honoré: “Vivemos em um mundo obcecado com a rapidez, com fazer mais e mais coisas em menos tempo. Cada momento do dia é como se fosse um contrarrelógio. Mas eu quero regressar aos ritmos lentos”. Menorca faz com isso seja mais fácil.

Artigos relacionados

Serra de Tramuntana, inspiração nas alturas

Parece pecado falar de Mallorca sem mencionar suas praias. Mas não é. A maior das Ilhas Baleares também oferece alternativas...

Baleares: vinhos de sol e água

Mesmo não sendo das regiões de Rioja ou Ribera, os vinhos das ilhas Baleares resultam de uma inovadora combinação de...

Compras “made in Baleares”

Não partiremos apenas com paisagens na retina. Das Ilhas Baleares, levaremos também sandálias, cerâmicas e lembranças de um recanto cujo...

Ibiza torna-se íntima

A capital mundial da festa pode transformar-se num oásis só para dois. Mostramos-lhe o lado menos conhecido da ilha da...