>>>#Landscape para viajantes digitais
Foto: Dino Mehle

#Landscape para viajantes digitais

Siga os passos destes cinco instagrammers viajantes. Suas fotografias iluminam o cotidiano e transformam qualquer destino em uma homenagem à beleza e à aventura.
A

pergunta não é “por que viajamos?”, e sim “por que não viajamos mais?”. O que a maioria vê como uma utopia é transformado por poucos em um modo de vida. Talvez pelo famoso impulso wanderlust que obriga a não ficar quieto no mesmo lugar. Ou, simplesmente, por ser mais audazes.

No Instagram, “a rede social da beleza” que conta com mais de 400 milhões de usuários ativos, encontramos estes cinco perfis que fazem nosso smartphone funcionar como um passaporte para o mundo.

@true.livingLiubliana, Eslovênia

Mesmo que prometa “não ser muito hipster”, True Living não consegue evitá-lo. Este perfil reúne centenas de fotos tiradas por viajantes que decidiram se divertir mais, viajar mais e ter uma vida mais autêntica. Essas evocadoras imagens mostram verdadeiros nômades do século XXI. O proprietário da conta, Dino Mehle (@hidemelon), também está em movimento. Quando questionado sobre a origem do True Living, afirma que o criou “inspirado por artistas, fotógrafos e aventureiros”. E completa: “Depois, fiquei mais ligado a eles e comecei a viajar também”. Contagiado pelas imagens que compartilha, iniciou um itinerário próprio que o levou da República Dominicana a Portugal.

 

https://www.instagram.com/p/BLgp4DKlO5H/?taken-by=true.living

@ravivora – Alemanha

Fotógrafo e diretor criativo independente, Ravi Vora é um grande contador de histórias. É também o autor do filme “An Instagram Generation”, que relata a experiência de diferentes artistas nesta rede social.

Seu peculiar ponto de vista oferece uma visão sobrenatural e misteriosa dos lugares que visita. Em seu perfil, encontramos desde cavalos selvagens do Canadá até castelos da Escócia. Suas fotos são cheias de sombras, cores incomuns, brilhos e reflexos que fazem jogo com a simetria.

 

@mary_quincy – Paris, França

Mary Quincy começou explorando sua cidade: Paris. “Caminhava 15 quilômetros por dia e me sentia bem tirando fotografias com meu iPhone.” Há dois anos, transformou a paixão em realidade e, desde então, não larga mais sua câmera. Dubai, Santorini e Londres são alguns dos lugares que figuram em seu perfil, recheado de imagens de espaços serenos cheios de luz. “Durante a viagem, gosto de acordar antes do amanhecer para explorar um lugar sem ninguém à minha volta.” São cliques que transmitem vitalidade e alegria. “Nunca me sinto tão feliz como quando viajo e exploro novos países.”

 

https://www.instagram.com/p/BLsubiPDsVY/?taken-by=mary_quincy

@fosterhunting – Nova York, Estados Unidos

Foster Huntington era um jovem designer promissor de Nova York que deixou tudo para trás para percorrer o mundo em uma antiga van. Agora, vive em Washington, em uma casa na árvore. Os instantes que capta são parte de um estilo de vida livre e itinerante financiado por seu trabalho como fotógrafo e pela publicação do livro “Home Is Where You Park It Photo Book”.

 

Watching the rain showers come through last night

A photo posted by Foster Huntington (@fosterhunting) on

@benjaminhardman – Reykjavik, Islândia

As místicas paisagens da Islândia parecem de outro planeta. Ali, a natureza se revela estranha e mutável por trás de sua lente objetiva. Suas fotografias com planos de cima para baixo oferecem uma visão diferente de um dos destinos mais recorrentes no Instagram. O sucesso da série de retratos que fez para sua namorada Amy, vestida de cor-de-rosa no meio de paisagens geladas, serviu para financiar projetos que ajudam a preservar a Islândia para amantes da aventura e futuras gerações de fotógrafos.

 

Artigos relacionados

No encalço das luzes do sul

As luzes do norte parecem ser um fenômeno único, mas suas vizinhas do sul concorrem com elas em iguais condições...

Fotografando uma geleira como nunca antes

A beleza das grutas da geleira islandesa de Vatnajökull é revelada com uma precisão jamais vista nas imagens do fotógrafo...

O paraíso surrealista de Edward James

Um milionário britânico instalou-se na selva mexicana para construir seu Jardim do Éden particular. Não é uma lenda: as escadas...

Trilhos de cinco estrelas

Nunca foi tão óbvio: o que importa não é chegar, mas o caminho. Sobretudo se o caminho for percorrido nos...