>>>Fremantle: a capital australiana dos festivais

Fremantle: a capital australiana dos festivais

A cidade natal de Bon Scott, o vocalista dos AC/DC, é um imã para os amantes da música, da arte e da gastronomia.
Os nativos australianos conheciam como Walyalup, “lugar de pranto”, o delta do rio Swan, onde se encontra Fremantle. Os ingleses construíram ali uma das maiores prisões do Império, quando a Austrália era uma das suas colônias. Era ali que exilavam os presos mais perigosos, atormentados pela inalcançável promessa de liberdade feita pelo céu azul e pelas praias primitivas daquele lugar.
Fremantle Prison continua de pé. É o único edifício australiano declarado, pela Unesco, Patrimônio da Humanidade. Para tentar esquecer este passado dramático, Fremantle, a 19 km de Perth, é hoje uma das cidades australianas com mais festivais.
Das cinco praias de Fremantle, Port Beach é a favorita dos surfistas.

Patrimônio vitoriano

Fremantle é um dos mais bem conservados portos vitorianos do mundo. Os hotéis luxuosos e as mansões datam da febre do ouro que se viveu na Austrália no século XIX. Round House é o edifício mais antigo de todo o oeste do país.

Segundo o guia, Freo, como também é conhecida a cidade, “atrai os espíritos livres”. Hispters, artistas, surfistas e turistas chegam à cidade atraídos pelos cafés boêmios, pela arquitetura vitoriana e pela oferta artística. A cidade portuária acolhe o festival mais importante da Austrália, o Fremantle Festival, que se realiza em novembro desde 1905. Cerca de 75 mil pessoas chegam ali para desfrutar dos concertos e espetáculos.
O Festival de Arte Urbana, ponto de encontro de mimos, jograis e grafiteiros, que se realiza todos os anos no mês de abril, é também o mais importante do seu gênero, na Austrália. Em maio o Heritage Festival invoca a fundação da cidade e a sua história colonial, enquanto o festival Hidden Treasures junta, nos meses de julho, bandas de rock. Não se esqueça que em Freo nasceu Bon Scott, o falecido vocalista dos AC/DC. O túmulo deste cantor famoso é lugar de peregrinação para os apaixonados pela música da banda.
Presos britânicos construíram, no século XIX, a prisão de Fremantle, agora aberta ao turismo.
A gastronomia é também motivo principal de vários festivais, desde o da Malagueta ao do Tomate ou da Sardinha. Este último junta milhares de apaixonados por peixe e marisco. Não é em vão que Fremantle é, na Austrália, uma referência gastronômica. Na região de Capuccino Strip encontram-se algumas da maiores peixarias do país, bem como lojas com produtos frescos. Os restaurantes asiáticos e as fábricas de cerveja também preenchem o bairro de Fishing Boat. O bar mais emblemático da cidade é o Little Creatures, situado num velho barco com crocodilos vivos no seu interior.
Estátua em honra de Bon Scott, o desaparecido líder da banda de rock AC/DC que atrai milhares de peregrinos.
A importância atual de Freo não foi gratuita. O município investiu, desde os anos 80, mais de 1300 milhões de dólares australianos na sua revitalização. A cidade, que cresceu à sombra de Perth, a capital da região, passou por uma grave crise nos anos 70. Durante o processo de regeneração foi inaugurada a Universidade de Notre Dame, que se dedicou à recuperação do patrimônio arquitetônico. O resultado é hoje em dia não haver um edifício histórico que não tenha o seu próprio museu ou galeria e ser possível, na mesma rua, encontrarem-se vários estúdios de música, pintura ou teatro.
Quando Fremantle ultrapassou a crise, o slogan “Freo está vivo e com saúde” tornou-se popular no país. Se as coisas corriam bem em Freemantle, também corria tudo bem em toda a Austrália.

Artigos relacionados

Bowie continua vivo

Os admiradores do lendário músico têm a oportunidade de dizer adeus ao criador de Ziggy Stardust. O Museu de Groninger...

Parede feita de quadrinhos

Los pitufos, Lucky Luke, Astérix, Tintín… Hay una manera diferente de leer cómics, basta con pasearse por Bruselas.

Sobre as serpentes de Kerala

No sul da Índia, a água dos lagos dança ao ritmo dos remos. São as regatas de barcos de Kerala,...

O fim do mundo está na Tasmânia

Three Capes Track abriu ao público com a promessa de “despertar os sentidos”. A rota de trekking mais esperada pelos...